quinta-feira, 22 de março de 2007

Adeus ULMEIRO





Era uma árvore centenária no "Largo da Misericórdia": A última do que teria sido durante centenas de anos a composição vegetal da praça.Tinham começado a repovoá-la de plátanos que dão menos trabalho, são mais resistentes e crescem que é um mimo.A típica árvore para os TUGAS que no fundo no fundo desconfiam do verde e gostam de coisas que não dêm trabalho.
A câmara Municipal e o seu BRILHANTE departamento de zonas verdes acabou com uma árvore rara e cortou-a porque ...embirravam com ela, pronto.

2 comentários:

  1. Já se sabe que os ulmeiros dão uma grande trabalheira porque são muito atreitos a doenças. Logo, toca de dar cabo dos poucos que sobram. Mas, ao menos, deixassem crescer as outras pobres coitadas à vontade e naturalmente. Hoje, em Sintra e São Pedro, vi outra vez o mesmo inferno de tílias e plátanos só com troncos e uns cotinhos espetados. O costume, em Sintra!!! Que parece que é património mundial. Ontem, na Batalha, foi o que se viu.

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar